ERA UMA NOITE ESTRELADA…

Era uma noite estrelada. A lua dominando o céu, iluminando toda a praça e nossos rostos. Três amigos dividindo histórias, risadas e uma garrafa de vinho. Apesar de ser uma noite quente, o vento sempre aparecia para sussurrar em nossos ouvidos, e foi em um desses sussurros que ele me contou um segredo, sussurrando: Essa noite será especial. Eu apenas guardei aquele segredo com um sorriso, e meus olhos apenas te acompanharam. Foi então quando percebi que aquilo que o vento tinha me contado não era tão segredo assim, pois você me olhou e sorriu parecendo ter a mesma certeza que a minha.

A noite seguiu tranquila apesar das trocas de olhares, sorrisos escondidos e qualquer toque, até mesmo aqueles sem querer, me fazia tomar choque no qual eu sempre corava, mas você não percebia, isso meio que virou um segredo meu.

Estávamos indo em direção ao seu carro, no qual concluímos que a noite estava acabando e isso me fez duvidar daquele segredo – não tão segredo assim – que o vento tinha me contado. Após deixar a nossa amiga em casa e ir em direção a minha, tudo começou a ficar diferente e dava para sentir na pele, a tensão no carro, o silêncio predominante. Isso nunca tinha acontecido.

Sempre tantos assuntos a discutir, tantas histórias a contar e relembrar, mas não naquele momento, não existiam mesmo palavras, pois o silêncio falava por nós. Chegamos em frente ao meu portão e a minha timidez tomou conta do meu corpo, me fazendo reagir rápido, pegando minha bolsa e dando aquele abraço de despedida automaticamente, mas algo aconteceu. Você não me soltou como de costume, apenas deixou uma brecha de espaço para eu poder olhar em seus olhos, sua respiração entrou em sintonia com a minha, com meu corpo formigando, tenso, mas seus olhos me acalmaram e eu apenas deixei tudo fluir e então te puxei e te beijei.

Resultado de imagem para kisses tumblr

Seu beijo me dominava, seu corpo quente estava grudado no meu e eu só desejava que o tempo parasse, para poder memorizar as batidas que o seu coração estava dando naquele momento. Os movimentos eram lentos e seguros, até parecia que treinamos antes para que aquele momento enfim chegasse. Aos poucos, o mundo voltou a girar e eu voltei a realidade e o que mais me fez feliz foi abrir os olhos e ver que, realmente, era você ali.

Minha mente só me permitiu pensar em uma coisa naquele momento “nada seria igual depois daquele dia” e sinceramente, não foi, pois meus dias ficaram coloridos.

 Por Agnes Rieger

Deixe uma resposta